Chão de Fábrica

Direção: Nina Kopko

Ficção, 24 min, 2021, São Paulo

Não recomendado para menores de 14 anos

 

Disponível na InnSaei.TV entre 8 de dezembro (a partir de 22h30) e 9 de dezembro (até às 23h29)

 

  1. As máquinas desligam para o horário do almoço dentro de uma metalúrgica de São Bernardo do Campo. Quatro operárias comem dentro do banheiro feminino. Entre risos e conflitos, cada uma guarda o seu segredo.

 

Rodado em fevereiro de 2020, em uma fábrica desativada de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, o curta-metragem de ficção Chão de fábrica, produzido pela Boulevard Filmes, é o filme de estreia na direção solo de Nina Kopko.

 

Realizado por uma equipe técnica composta apenas por mulheres e produzido sem

patrocínios públicos, o curta é uma adaptação de uma cena da peça O pão e a pedra, da Companhia do Latão. No elenco estão Alice Marcone, Carol Duarte, Helena Albergaria e Joana Castro.

 

NINA KOPKO

Nina Kopko atua nas áreas de roteiro, direção, consultoria de projetos e preparação de elenco. Foi diretora assistente dos filmes A vida invisível (Karim Aïnouz, 2019) e O silêncio do céu (Marco Dutra, 2016). É tutora do Laboratório de Roteiros da Escola Porto Iracema das Artes desde 2018. Prepara seu primeiro longa, Ranço de amor, vencedor do edital Start Money da SPCine, produzido pela RT Features. Chão de fábrica é seu primeiro curta-metragem.

 

FICHA TÉCNICA

Produção executiva: Letícia Friedrich

Direção de produção: Jana Dalri

Roteiro: Nina Kopko e Tainá Muhringer

Direção de fotografia: Anna Julia Santos

Direção de arte: Days Barreto

Caracterização (maquiagem e figurino): Amanda Mirage, Natia Cortez e Gabriella Marra

Trilha sonora: Vitor Colares

Mixagem: Ivo Moraga

Montagem: Lis Paim

Distribuição: Boulevard Filmes

 

Elenco: Alice Marcone, Carol Duarte, Helena Albergaria e Joana Castro

Como Respirar Fora D’Água

Direção: Júlia Fávero e Victoria Negreiros

Ficção, 16 min, 2021, São Paulo

Não recomendado para menores de 14 anos

 

Disponível na InnSaei.TV entre 10 de dezembro (a partir de 22h30) e 11 de dezembro (até às 23h29)

 

Na volta de um dos seus treinos de natação, Janaína é enquadrada por policiais. Já em casa e livre de perigo, ela enfrenta a relação com seu pai, também policial militar, com outros olhos.

 

Como respirar fora d’água reflete sobre conflitos de uma jovem negra e lésbica que convive com a presença da polícia militar fora e dentro de casa, através de seu pai policial. Produzido como conclusão do curso de audiovisual da USP, o curta dirigido por Júlia Fávero e Victoria Negreiros participou de festivais como Cine Ceará e Mix Brasil, sendo um dos favoritos do público no Kinoforum 2021. Conquistou melhor direção no Anima Latina e melhor fotografia de filme estudantil no Prêmio ABC.

 

JÚLIA FÁVERO

Formada em audiovisual pela ECA-USP. Foi assistente de montagem da segunda temporada da série infanto-juvenil Show da História.

 

VICTORIA NEGREIROS

Natural de Salvador (BA) e formada em Audiovisual na ECA-USP. Participou da edição 2020 do Laboratório Negras Narrativas, da FLUP + Rede Globo.

 

FICHA TÉCNICA

Produção executiva: Ricardo Santos

Direção de produção: Ricardo Santos

Roteiro: Júlia Fávero e Victoria Negreiros

Direção de fotografia: Giuliana Lanzoni

Direção de arte: Ana Iajuc

Caracterização (maquiagem e figurino): Ana Iajuc

Trilha sonora: Francisco Grasso

Mixagem: Sandro Della Costa

Montagem: Luiza Freire

Som direto: Bia Hong e Mariana Suzuki

Edição de som: Bia Hong

Grafismo: Ana Clara Martins

Correção de cor e finalização: Luiza Freire

Elenco: Raphaella Rosa, Dárcio de Oliveira, Giovana Lima, Taty Godoi, Oswaldo Eugênio, Riggo Oliveira, Daniel Melotti

NEWSLETTER

Cadastre seu e-mail em nossa newsletter e fique por dentro das novidades do Festival.