Festival de Brasília exibe filme inédito sobre Leila Diniz em sua abertura

Entre 7 e 14 de dezembro de 2021, os entusiastas do cinema nacional têm encontro virtual marcado na 54ª edição do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. Em função da pandemia de Covid-19, todas as atividades apresentadas acontecem virtualmente, contemplando a exibição dos 63 filmes programados na plataforma de streaming InnSaei.TV, sendo os longas da mostra competitiva nacional apresentados também no Canal Brasil.

Com cerimônia de abertura transmitida pela InnSaei, a homenageada da noite é Leila Diniz, frequentadora ilustre do Festival de Brasília em seus primeiros anos. Apresenta-se Já que Ninguém me Tira pra Dançar de Ana Maria Magalhães (91 min, 2021, RJ), documentário realizado a partir de restaurações de entrevistas concedidas por Leila (1945-72). Nesta noite, a cineasta e gestora cultural Olga Futemma recebe a medalha Paulo Emílio Salles Gomes, concedida a grandes contribuintes da memória e pensamento do cinema nacional.

No encerramento do festival, além da divulgação dos vencedores das Mostras Competitiva e Brasília (filmes já divulgados, veja aqui), apresenta-se Abdzé Wede’ÕVírus não tem cura? (55 min, 2021, MT), obra de Divino Xavante que denuncia os impactos do Coronavírus na vida dos povos Xavante. Durante a cerimônia de premiação, homenageia-se a atriz Léa Garcia (88 anos), que ganha Candango Especial pelo Conjunto da Obra.

O Festival de Brasília do Cinema Brasileiro é realizado pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do DF em parceria com a Associação Amigos do Futuro e apoio do Canal Brasil, InnSaei.TV, Naymovie e CiaRio. 

NEWSLETTER

Cadastre seu e-mail em nossa newsletter e fique por dentro das novidades do Festival.